Pastor Josias Moura

Estudos Bíblicos, sermões, cursos ead, Teologia, Bibliotecas digitais, apostilas

Sermão para culto de ano novo. Tema: Uma declaração de esperança em tempos de crise

Uma declaração de esperança em tempos de crise

Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco, e nos currais não haja gado, todavia, eu me alegro no SENHOR, exulto no Deus da minha salvação – Habacuque 3:17-18

Introdução

Vivemos nestes últimos meses, difíceis tempos de Crise, que tem atingido povos de diversas nações. 

Tenho aprendido que a crise não desenvolve o caráter, mas revela o nosso caráter, mostrando quem realmente somos. 

Habacuque vivia numa época de crise, onde quase todos os seus sonhos pareciam estar frustrados. Naquele momento existiam grandes incertezas morais e espirituais. Também haviam crises sociais e econômicas. O povo sofria as consequências de um tempo difícil e crítico

E Justamente neste contexto desesperador, Deus levanta Habacuque que, por sua vez, se mostra perplexo e inconformado com a situação vivida pelo seu povo e por isso busca em Deus uma resposta.

Diante da terrível crise enfrentada por Judá, Habacuque revela as seguintes atitudes: 1) não se desespera, 2) não se revolta, 3) não se distancia de Deus e 4) nem se queixa dele. 5) Ele se aproxima do Senhor, 6) reconhece Seu governo e soberania. 7)Ele ainda declara a sua total dependência, consciente de que Deus, e ninguém mais, poderia intervir e sustentá-lo em meio à crise (Hb 3: 16-19). 

Habacuque estava convencido de que, para enfrentar e vencer a crise, era necessário reconhecer Deus como fonte de alegria, o motivo da celebração, a esperança da salvação e a certeza de segurança.

Mas como proceder nesses momentos aflitivos? Qual deve ser a conduta de um cristão autêntico?

Nos versos lidos, vemos que a declaração de Habacuque é a de alguém que revela ter uma atitude de esperança mesmo num cenário desolador e difícil. Nós também vivemos em um cenário de incertezas e a esperança para nós deve ser tão importante quanto o ar que respiramos.  

Mas examinemos essa declaração de Habacuque:

1 – É uma declaração de esperança porque expressa confiança

 O verso 17, nos mostra que o povo vivia da agricultura, e tudo havia sido destruído, a cidade transformou-se em um deserto, os campos não produziam mais o suficiente. Havia escassez, os animais nos campos morriam de inanição e se tornavam poucos para alimentar o povo. Até o plano de Deus não estava sendo entendido corretamente num momento como aquele. Porém, Habacuque  apresenta uma declaração de esperança e confiança total em Deus. 

No verso 17, Habacuque vem descrevendo uma cena de perdas e crise, mas então ele diz: “eu todavia me alegrarei no Senhor…”. 

É importante perceber que o termo ”todavia” quebra a expectativa de tragédia que o profeta vinha descrevendo e coloca em primeiro plano a sua confiança em Deus. Habacuque está nos ensinando que mesmo que tudo no campo ou na cidade acabasse, mesmo assim sua confiança estava no Senhor.

Encontramos em Abraão um dos maiores exemplos de confiança e fé que a Bíblia nos relata (Gn 22.1-18). Deus pediu a ele o sacrifício de Isaque, seu único filho. Pode parecer que Deus estava indo longe demais ao fazer este pedido, mas no fundo ele não estava interessado em Isaque, mas no coração de Abraão. O Senhor queria prová-lo, e para aprová-lo – não deveria existir no coração de Abraão nada maior e mais importante que o Senhor. 

Essa convicção, também foi demonstrada pelo rei Ezequias, que em meio a problemas religiosos, tendo de tomar medidas sérias e impopulares, revelou total confiança no Senhor. O que a Bíblia diz a respeito de Ezequias não é dito acerca de nenhum outro rei: “Confiou no SENHOR, Deus de Israel, de maneira que depois dele não houve seu semelhante entre todos os reis de Judá, nem entre os que foram antes dele. Porque se apegou ao SENHOR, não deixou de segui-lo e guardou os mandamentos que o SENHOR ordenara a Moisés” (2Rs 18.5,6).

Este tempo de crise serve para revelar o que está em nossos corações. Que Ele encontre em nosso coração um sentimento de confiança que seja maior do que o medo e a incerteza. 

2 – É uma declaração de esperança, porque fala de alegria

O profeta Habacuque canta, em tempos de crise (vs 18), dizendo “eu me alegrarei no senhor…”. É um hino que parte de um coração, que apesar de marcado pela dor e sentir que os tempos são difíceis, experimenta uma alegria produzida pela presença de Deus.

No livro de Neemias existe um presente para todos aqueles que precisam de ânimo e força para continuar vivendo. Ali, vemos que os israelitas estavam tristes. Todo o povo tinha se reunido para ouvir as Escrituras e os sacerdotes tinham explicado tudo que estava escrito na palavra de Deus. Agora, eles estavam plenamente conscientes de seus pecados e estavam tristes por tudo que tinham feito. O pecado tinha levado à destruição de Jerusalém e ao exílio dos israelitas na Babilônia. Então, naquele momento de quebrantamento coletivo, Neemias reúne o povo e diz: “..porque esse dia é consagrado ao nosso Senhor; portanto, não vos entristeçais, porque a alegria do SENHOR é a vossa força” (Neemias 8:10).

Deus recomenda que busquemos nos alegrar nEle, para que possamos obter forças para vencer os momentos difíceis de nossa caminhada. 

Quantos aqui necessitam de forças? Alegre-se no Senhor para ter forças. 

3 – É uma declaração de esperança, porque profetiza vitória

Habacuque declara: “…me exulto no Deus da minha salvação”. 

A confiança e a alegria demonstradas por Habacuque eram reflexos da certeza absoluta (e não apenas uma convicção) da vitória salvadora que Deus lhe concederia. 

Para muitos, a maior crise deste ano tem sido a epidemia. Mas, eu penso que para o cristão, a crise espiritual é a mais dramática, porque quando começamos a olhar para o tamanho do problema, podemos deixar de confiar na soberania de Deus sobre todas as circunstâncias. 

E quando a crise espiritual torna-se mais forte em nós, que nossa confiança nEle, nos tornamos incapazes de crer em um Deus vitorioso. Então, passamos a agir como se tudo estivesse consumado, e somos invadidos pela incerteza, desespero, medo e angústia. Então, cometemos o erro de conceder ao inimigo a possibilidade de colocar muitos empecilhos na obra que Deus quer fazer na nossa vida, na do nosso próximo e da igreja!

Não sabemos o que vai acontecer nos próximos meses do ano que chega,  mas devemos estar abertos para o sobrenatural de Deus atuando em nós com alegria e gerando em nosso coração a convicção de que Deus suprirá as nossas necessidades.  É essa a convicção de vitória que deve impulsionar o cristão a viver nos dias atuais. Até porque, se olharmos em volta, veremos a dura e complicada realidade que cada um de nós enfrenta; é como visualizar aquilo que Habacuque viu: escassez, crises e adversidades.

Conclusão

Quero terminar esta última ltima palavra deste ano fazendo menção ao que diz o apostolo Paulo aos Romanos 8:37-39: “37 Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. 38 Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, 39 Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.”

Essa pandemia contribuiu para que muitos se distanciassem da comunhão com Deus. Há pessoas que há meses encontram-se distantes, e certamente devem estar com a fé esmorecida. 

Mas as palavras do apóstolo Paulo, nos fazem lembrar que todos nós nunca poderemos estar distantes do amor de Deus. Podemos até estar distantes da comunhão com Ele, mas do seu amor Jamais. 

E vem a ser por causa desse amor, que eu tenho a esperança de que todos nós que estamos aqui, e aqueles que se encontram distantes da comunhão serão atraídos de volta para Deus. 

Que Deus abençoe a todos vocês amados. 

E um feliz ano novo. 

É formado em Teologia,  Análise e desenvolvimento de Sistemas e Licenciatura em Matemática. Especializado  em Tecnologias de aprendizagem a distância,  produção de conteúdos digitais para a Internet e Mestre em Teologia.

 >>  MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O AUTOR

compartilhe esta mensagem:

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Pinterest
Print
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens relacionadas

CURSOS EAD
Faça um curso Ead 
Gratuito
com certificação

Entre no curso que deseja fazer e comece a assistir as aulas agora. 

Cursos a distância gratuitos

Cursos Ead parceria 
Setebras

Curso Ead: Introdução ao Marketing digital

Curso Ead gratuito parceria com o Setebras.

Curso Ead: Introdução ao Marketing digital

Mais informações aqui

Curso Ead: Gestão de Projetos

Curso Ead gratuito parceria com o Setebras.

Curso Ead: Gestão de Projetos

Mais informações aqui

Curso Ead: Inovação e Criatividade

Curso Ead gratuito parceria com o Setebras.

Curso Ead: Inovação e criatividade

Mais informações aqui
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
POSTAGENS ANTERIORES
Assine este site.

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.980 outros assinantes

Faça um curso teológico Gratuito

QUER FAZER UM CURSO DE TEOLOGIA GRATUITAMENTE?

Faça um curso de teologia com acesso gratuito a todo o conteúdo em nosso ambiente de educação a distância. 

 

CLIQUE AQUI PARA MAIS INFORMAÇÕES


 

Veja também o nosso vídeo divulgativo:

Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: