Estudo sobre a Doutrina dos anjos – Aula 03

Os Anjos maus

A queda de Lúcifer

  • A Bíblia deixa entrever uma história chocante de uma rebelião con­tra Deus, que ocorreu muito antes de a raça humana existir na terra. Essa história pode explicar a origem do mal no universo e por que o mundo é tão atormentado pelo mal hoje em dia.

O texto de Ezequiel 28:11-18

  • Ezequiel 28.11-18 traz uma palavra que, à primeira vista, é dirigida ao rei de Tiro. No entanto, uma leitura atenta do texto revela que o perso­nagem central da história não pode ser o rei de Tiro. Por exemplo, em Ezequiel 28.1 3 diz que a pessoa de quem se fala “estava no Éden, jardim de Deus”, e era um ser criado. A Bíblia diz que apenas Deus, Adão, Eva e Satanás estiveram no jardim do Éden. Em Ezequiel 18.14 e 16 diz que a pessoa em questão era um querubim, que é um tipo de anjo. Dessas indica­ções podemos deduzir que a pessoa verdadeira descrita em Ezequiel 28.11 -18 é um anjo, caracterizado como um rei terreno. O foco da semelhança entre o rei terreno de Tiro e o anjo é o problema do orgulho.
  • De acordo com a história, um dos anjos que Deus criou aparente­mente era um guarda perto do trono de Deus (Ez 28.14). Esse anjo foi cria­do muito belo e sábio, mas corrompeu-se em resultado do orgulho (Ez 28.1 7).
  • No Novo Testamento, o Espírito Santo revelou pelo apóstolo Paulo em 1 Ti­móteo 3.6 que a queda e condenação de Satanás foram resultado da sua presunção (soberba, arrogância). Reunindo esses dados, é muito plausível que a verdadeira pessoa descrita em Ezequiel 28.11-18 é Satanás, apesar de ele não ser identificado pelo nome na passagem.
  • Como esse anjo foi assim consumido pelo orgulho? De acordo com a história, ele começou a pensar sobre a grande beleza e sabedoria que Deus lhe dera quando o criou (Ez 28.13,17). Talvez ele começou a pensar mais em si mesmo do que em Deus, e ficou presunçoso. A medida que sua vaidade aumentava, ele começou a adorar a si mesmo, em vez de adorar a Deus. Sabemos pelo encontro de Jesus com Satanás no deserto (Mt 4.1) que o grande desejo de Satanás é ser adorado por Deus (Cristo, Mt 4.9)! Parece que Satanás literalmente tinha enlouquecido em conseqüência do orgulho. Ele queria que Deus adorasse a ele, a criatura, em vez de ele ado­rar a Deus, o criador!

O texto de Isaías 14:12-14

  • Em Isaías 14.12-14 há uma passagem muito semelhante à de Ezequiel 28.11 -18. Esta é dirigida ao rei de Babilônia, porém igualmente parece apli­car-se a alguém maior que o rei de Babilônia, com vaidade ambiciosa simi­lar. Em Isaías 14.12, revela-se que uma pessoa identificada como Lúcifer, “estrela da manhã, filho da alva”, tem a ambição de dominar sobre todos os anjos e tornar-se como Deus (Is 14.13-14). Parece haver uma forte possibi­lidade de que Ezequiel 28.11 -18 e Isaías 14.12-14 estejam falando do mes­mo anjo, que é Satanás.
  • Talvez Satanás pensou sobre a criatura magnífica e sábia que ele era, tão digno de adoração e de exercer liderança como Deus. Talvez ele se perguntasse por que os anjos de Deus não devessem adorar e seguir a ele em vez de a Deus. Se esse é o caso, Isaías revelou os pensamentos íntimos de Satanás quando escreveu que o anjo disse a si mesmo: “Acima das estre­las [anjos] de Deus colocarei o meu trono. […] Tornar-me-ei semelhante ao Altíssimo” (Is 14.13-14, BJ). Por causa do seu orgulho, este anjo planejou um golpe contra Deus!

O texto de Apocalipse 12:3,4,7-9

  • Em apocalipse há mais uma referencia a queda de Satanás. O texto declara que Miguel, líder dos anjos guerreou contra Lúcifer, e o Diabo foi atirado na terra. Este texto sugere que Lúcifer foi lançado na terra com a terça parte dos anjos.

Como os outros anjos se envolveram na rebelião de Satanás?

  • Vale a pena pensar por um momento em como a rebelião de outros anjos provavelmente aconteceu. A Bíblia não nos diz diretamente, mas traz algumas indicações. Como com Satanás, o orgulho pode ter sido a causa. Tal¬vez por sugestão de Satanás, eles quiseram obter uma posição maior do que Deus lhes atribuíra.
  • A queda de anjos é mencionada em 2Pedro 2.4, Judas 6 e Apocalipse 12.4. Ali diz que o dragão (Satanás, cf. Ap 12.9) arrastou um terço das estrelas (anjos) consigo. Ao que parece, um terço dos anjos no céu foi seduzido à rebe¬lião contra Deus pela estratégia de Satanás. Os rabinos judeus antigos identifi¬caram a rebelião angélica mencionada em Judas 6 e 2Pedro 2.4 com os even¬tos descritos em Gênesis 6.1-4. Ali os “filhos de Deus” casaram com as “filhas dos homens”. Os “filhos de Deus” pode ser uma referência a anjos, de acordo com Jó 1.6; 2.1; 38.7. Se esse é o caso, então esses “casamentos” foram relacionamentos ilegítimos entre anjos caídos e seres humanos, resultando em uma geração de seres humanos monstruosos e muito maus. Essa idéia pode estar sendo sugerida em Gênesis 6.4-5. Isso explicaria por que Deus decidiu destruir toda a raça humana pelo dilúvio, com exceção da família de Noé.
  • Alguém pode perguntar como Satanás pôde pensar que poderia ter sucesso ao opor-se a Deus. A resposta não é dada na Bíblia, mas talvez haja uma indicação na história de Absalão, o filho do rei Davi. Absalão tentou derrubar seu próprio pai. Seu método foi seduzir os corações dos israelitas com promessas atraentes (2Sm 15.3-6). Em Ezequiel 28.16 há uma indica¬ção de que Satanás pode ter feito algo assim. Absalão também lançou dúvi¬das na mente dos israelitas sobre o caráter de Davi (2Sm 15.4). Será que Satanás pensou em um plano semelhante, de lançar dúvidas na mente dos anjos sobre o caráter de Deus? Ele certamente fez isso com Eva no jardim do Éden (Gn 3.3-5). Talvez Satanás pensou que, se conseguisse seduzir anjos suficientes, poderia fazê-los se voltarem contra Deus.
  • Parece bem possível que Satanás usou a mesma estratégia com os anjos que se rebelaram que usara no jardim do Éden com o ser humano. Ali ele atraiu Adão e Eva da obediência a Deis para o engano e mentiras sobre Deus (Gn 3.4-6).
  • Tendo estado próximo ao trono de Deus, Satanás deve ter entendido melhor do que nós o grande coração cheio de amor que Deus tem por todas as suas criaturas. Ele certamente sabia que o amor de Deus é imutável. Ele provavelmente contou com a possibilidade de que, por causa do seu amor por suas criaturas, Deus não usaria a violência para forçar a ele e a outros anjos à submissão, se se rebelassem.
  • É verdade que Deus não usa a força bruta e a violência para conseguir a obediência das suas criaturas. Ele nos fez, e ele quer que o amemos por livre e expontânea vontade (Dt 6.5). Deus sabe que é bom para nós que lhe obedeçamos (Dt 6.24). Ele quer que nosso amor e comunhão venham de um coração cheio de admiração por ele como nosso criador. Ele quer que o amemos pelo que ele é, não por sermos forçados a amá-lo. Nesse sentido, os pais humanos refletem o coração de Deus Pai, quando querem que seus filhos tomem a mesma decisão livre de obedecer-lhes. Eles sabem que será bom para seus filhos escolher amar e obedecer-lhes como seus pais.

Fim desta aula. Até a próxima. 

É formado em Teologia,  Análise e desenvolvimento de Sistemas e Licenciatura em Matemática. Especializado  em Tecnologias de aprendizagem a distância,  produção de conteúdos digitais para a Internet e Mestre em Teologia.

 >>  MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O AUTOR

compartilhe esta mensagem:

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Pinterest
Print
Email

Postagens relacionadas

CURSOS EAD
Faça um curso Ead 
Gratuito
com certificação

Cursos a distância gratuitos

Cursos Ead parceria 
Setebras

Curso Ead: Introdução ao Marketing digital

Curso Ead gratuito parceria com o Setebras.

Curso Ead: Introdução ao Marketing digital

Mais informações aqui

Curso Ead: Gestão de Projetos

Curso Ead gratuito parceria com o Setebras.

Curso Ead: Gestão de Projetos

Mais informações aqui

Curso Ead: Inovação e Criatividade

Curso Ead gratuito parceria com o Setebras.

Curso Ead: Inovação e criatividade

Mais informações aqui
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
POSTAGENS ANTERIORES

Faça um curso teológico Gratuito

QUER FAZER UM CURSO DE TEOLOGIA GRATUITAMENTE?

Faça um curso de teologia com acesso gratuito a todo o conteúdo em nosso ambiente de educação a distância. 

 

CLIQUE AQUI PARA MAIS INFORMAÇÕES


 

Veja também o nosso vídeo divulgativo:

Assine este site.

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 7.204 outros assinantes