Estudo para encontro de homens, mulheres e jovens. Tema: O Reino de Deus e as dificuldades

O REINO DE DEUS E AS DIFICULDADES

TEXTOS BÍBLICOS: | Mateus 10.34-39

INTRODUÇÃO:

  • Seguimos na caminhada aprendendo com o Mestre Jesus em seus primeiros ensinamentos ministrados aos seus discípulos logo após terem sido escolhidos. (Mt 10.1-4).
  • Ninguém poderia ler esta passagem bíblica sem ficar profundamente impressionado pela honestidade de Jesus. Jesus nunca vacilou em dizer a seus discípulos qual era a sorte que podiam esperar se o seguisse. É como se houvesse dito: “Esta é a tarefa que tenho para encomendar-lhes; não é fácil nem está livre de perigos e dificuldades. Vocês são capazes de aceitá-la?” Jesus diz aos seus discípulos, exatamente o que podem esperar se aceitarem a ordem de sair como mensageiros de seu Reino.
  • Sejamos sinceros, esta não é a maneira que o mundo tem de ganhar seguidores. O mundo sempre oferece rosas, um caminho de rosas, comodidade e segurança, junto com o cumprimento de todas as ambições mundanas. Jesus oferece dificuldades, e até a morte. E, entretanto, a história demonstrou que Jesus tinha razão.
  • No discipulado as dificuldades servem para aperfeiçoar, para selecionar, para crescer, para firmar na fé, para motivar e para manter viva a perseverança.

VERSÍCULO EM DESTAQUE: Mateus 10.39: “Quem acha a sua vida perdê-la-á; quem, todavia, perde a vida por minha causa achá- la-á”.

+NESSA PASSAGEM BÍBLICA, O QUE JESUS OFERECE AOS SEUS DISCÍPULOS?

 

1)  JESUS NOS OFERECE UMA LUTA: .

  • Uma luta na qual até os próprios parentes e amigos do cristão serão seus inimigos.
  • Jesus usa uma linguagem que os judeus conheciam perfeitamente bem. Os judeus acreditavam que uma das características do Dia do Senhor, o dia em que Deus irromperia na história, seria a divisão das famílias.
  • Os rabinos diziam: “Quando vier o Filho de Davi, a filha se levantará contra sua mãe, a nora se rebelará contra sua sogra.” “O filho desprezará a seu pai, a filha se rebelará contra sua mãe, a nora contra sua sogra e os inimigos de cada homem serão os de sua própria casa.” É como se Jesus estivesse dizendo: “O fim que todos vocês esperavam chegou; a intervenção de Deus na história já está dividindo os lares, os grupos, as famílias.”
  • Toda causa de certa magnitude inevitavelmente divide os homens; sempre haverá quem responda ao desafio e quem se negue a fazê-lo. Ao sermos confrontados por Jesus, inevitavelmente somos também confrontados pela decisão de aceitá-lo ou rejeitá-lo;
  • Enquanto o mundo existir, o mundo está e estará sempre dividido entre os que aceitaram e os que não aceitaram a Cristo.
  • A amargura maior desta luta era que os inimigos do discípulo seriam os de sua própria casa.
  • Tem sucedido muitas vezes que os homens rejeitem o chamado de Deus a uma vida de serviço, missão ou luta por permitir que suas amizades ou família os imobilizassem.
  • Muito poucas vezes nos encontraremos de frente com esta terrível opção; possivelmente a maioria passe toda sua vida sem ter que decidir desta maneira; mas subsiste o fato de que é possível que os seres mais amados se transformem em nossos inimigos, ao nos impedir de fazer o que sabemos que Deus quer de nós e espera que nós façamos.

 

2) JESUS NOS OFERECE UMA ESCOLHA:

  • Na escolha que Jesus nos oferece, às vezes será necessário escolher entre os laços mais íntimos e profundos que pode haver sobre a Terra (pai, mãe, irmão, irmã, esposa, esposo, filhos), e nossa lealdade a Jesus Cristo.
  • UMA LINDA HISTÓRIA DE TESTEMUNHO: JOHN BUNYAN, o autor de O Peregrino, conhecia muito bem as consequências desta escolha. O que mais lhe preocupava em sua prisão no cárcere, era o efeito que a separação podia ter em sua esposa e seus filhos. O que lhes aconteceria quando ele não estivesse lá para ajudá-los e defendê-los? John Bunyan escreveu na prisão o que sentia e a escolha que fazia:
  • “A separação de minha esposa e de meus pobres filhos esteve presente mais de uma vez, comigo, nesta cela, como ganchos de ferro que me arrancassem a carne dos ossos; e não somente porque possivelmente aprecie muito estas misericórdias de Deus, mas sim porque pensava que tivesse tido que refletir, antes, nas muitas dificuldades, misérias e carências que minha família teria que suportar no caso que eu lhes faltasse, especialmente meu pobre filho cego, que está mais perto de meu coração que todo o resto. Quando pensava na miséria de meu pobre ceguinho, meu coração parecia que ia romper-se em pedaços. Entretanto, recuperando o controle de meus pensamentos, penso que não poderia ter agido de outro modo, e que se hoje pudesse voltar a decidir, arriscaria tudo de novo, em nome de Deus, embora abandoná-los me desgarrasse. Bem via que nessa situação era eu um homem que estava derrubando sua casa sobre a cabeça de sua esposa e filhos; e, no entanto, pensava isso, precisamente, era o que estou obrigado a fazer por escolher antes de tudo e de todos o meu Salvador Jesus Cristo.”
  • Repetimos, decisões de tão extrema magnitude nos imporão muito de vez em quando; graças à misericórdia de Deus a maioria de nós jamais será confrontada por elas; mas o fato é que todas as lealdades devem ceder diante da exigência da lealdade a Deus.

3) JESUS NOS OFERECE UMA CRUZ:

  • Os discípulos a quem Jesus se dirigia no texto de Mateus 10, tinham visto mais de uma vez a seus compatriotas vergando sob o peso de suas cruzes, e morrendo na mais terrível agonia sobre elas. Mesmo sendo esta a primeira vez que Jesus falava da cruz, os discípulos conheciam muito bem a quem ela era destinada.
  • O cristão pode ser chamado a sacrificar suas ambições pessoais, o conforto e o lazer de que poderia ter desfrutado, a carreira que poderia levá-lo a triunfo pessoal; pode ter que deixar de lado seus sonhos, compreender que coisas brilhantes das que percebeu um brilho não são para ele. Certamente deverá sacrificar sua vontade, porque nenhum cristão pode jamais voltar a fazer o que gostaria muito; deve fazer o que Cristo quer que faça. No cristianismo sempre há alguma cruz, porque o cristianismo é a religião da cruz.

 

4) JESUS NOS OFERECE UMA AVENTURA:

  • Jesus disse-lhes que o homem que encontrava sua vida, em realidade a perdia; e que o homem que perdia sua vida, a achava. Uma e outra vez esta afirmação aparentemente contraditória foi demonstrada nos fatos como verdadeira até em um sentido literal.
  • Pense bem: Se Pedro, Paulo ou outro dos discípulos que foram martirizados, se tivessem escolhido a SUA vida, não só teriam perdido a sua vida como também não teriam seus nomes escritos no Livro da Vida.
  • Contudo, escolheram a aventura de perder a sua vida para achar a Vida Eterna, mas engana-se quem acha que isso é fácil, na verdade escolher a aventura de perder a própria vida é uma grande dificuldade.

 

 

compartilhe esta mensagem:

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Pinterest
Print
Email
CURSOS EAD
Faça um curso Ead 
Gratuito
com certificação

Cursos a distância gratuitos

Cursos Ead parceria 
Setebras

Curso Ead: Introdução ao Marketing digital

Curso Ead gratuito parceria com o Setebras.

Curso Ead: Introdução ao Marketing digital

Mais informações aqui

Curso Ead: Gestão de Projetos

Curso Ead gratuito parceria com o Setebras.

Curso Ead: Gestão de Projetos

Mais informações aqui

Curso Ead: Inovação e Criatividade

Curso Ead gratuito parceria com o Setebras.

Curso Ead: Inovação e criatividade

Mais informações aqui
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
POSTAGENS ANTERIORES

Faça um curso teológico Gratuito

QUER FAZER UM CURSO DE TEOLOGIA GRATUITAMENTE?

Faça um curso de teologia com acesso gratuito a todo o conteúdo em nosso ambiente de educação a distância. 

 

CLIQUE AQUI PARA MAIS INFORMAÇÕES


 

Veja também o nosso vídeo divulgativo:

Assine este site.

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 7.181 outros assinantes