Como Nasce um Vaso

Jeremias 18:1- 6
1. A palavra do Senhor, que veio a Jeremias, dizendo: 2. Levanta-te, e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras. 3. E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas, 4. Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer.
5. Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: 6. Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? Diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.

INTRODUÇÃO

O profeta é levado a casa do oleiro, para aprender que Deus pode fazer na casa de Israel, algo parecido com o que o oleiro faz com o vaso. É assim que Deus fala no verso 6: “Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? Diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.”
Este é umas das mensagens mais lindas que Jeová traz a um de seus profetas para que fosse levada para todos os povos. E olhando para ela vejo a preocupação de Deus com a pessoa do homem que nada mais é do que o barro.
Nesta mensagem veremos como se nasce um verdadeiro vaso, pois ninguém pode negar que também há somente um oleiro que tem o domínio da verdadeira técnica para se fazer um vaso, mas não um vaso qualquer, e sim um vaso resistente que suporte as intempéries da vida.
Diante dessas palavras gostaria que você abrisse o seu coração e se deixasse ser tocado pelo oleiro, pois só Ele pode fazer de você uma nova pessoa.
Mas para que se nasça um verdadeiro vaso novo há de se levar em considerações os quatro passos tomados pelo oleiro que sabemos ser Ele, Jeová, o Senhor dos senhores, o Rei dos reis.

1º PASSO: A SEPARAÇÃO DO BARRO

Talvez você não saiba, mas existem cerca de duzentos tipos de barro existentes na natureza. Tipos diferentes de barro, alguns mais resistentes e outros menos, alguns mais claros e outros mais escuros, alguns com mais liga e outro sem ou com menos liga.
Sendo assim o verdadeiro oleiro deve ir a te o local onde se encontra o barro, e barro não se compra no supermercado, ou na farmácia, e muito menos em um mercadinho a beira da estrada.
Barro se encontra no lamaçal, no meio do mato longe da cidade, longe do convívio da sociedade, o local é bem dentro do lodo. Se você pensar um pouco verá que o barro tem um cheiro muito forte, e não é um cheiro perfumado, ou que se diga, que cheiro bom, mas só o oleiro tem a capacidade para ver em um monte de barro, no meio do lodo.
E lá vai o oleiro, seu nome JEOVÁ, saiu a procurar um barro para que se faça um bom vaso e no fundo do lodo viu sem cor e sem cheiro um monte de barro feio e mau cheiroso, era eu e você, então o oleiro enfiou a sua mão e retirou o barro.
Não importa de que lamaçal você veio. O importante é saber que o Senhor Jeová te separou, e olhando para você com os olhos de um oleiro, viu algo no fundo de seu coração que o atraiu. Então o senhor te retirou de um monte de lama do lodo começar a imaginar que lindo vaso você daria.
Alegre o seu coração e jubile de emoção, pois Ele te escolheu. Não aceite palavras que os outros tentam te intitular, você é escolhido de Deus, e isso ninguém pode negar, pois todo vaso só chega a vaso se for barro.

2º PASSO: O AMASSAMENTO DO BARRO

Bem, após separar o barro da lama e ter imaginado que lindo vaso ele daria, então o oleiro fará que o barro passe por alguns processos indispensáveis, ou se não for assim o barro nunca chegará a ser um bom vaso.
Bom, agora que o oleiro tem o barro, ele começa o processo, e o primeiro processo é o amassamento do barro, mas por que o barro deve ser amassado pelo oleiro? Eu te explico. Quando o barro sai do lodo ele ainda traz consigo algumas impurezas, sujeiras, que devem ser retiradas, e só assim o oleiro consegue retira-las, através do amassamento.
É por isso que vejo muitas pessoas caírem na sarjeta. É por não deixarem o oleiro lhes amassarem e retirar toda a sujeira, pois o processo do amassamento dói, não é fácil, mas é necessário, pois temos impurezas que devem ser retiradas, como ódio, rancores, vaidades, orgulhos, lascívias, vícios, pois estas coisas não podem ter em um vaso mesmo.
O apostolo Tiago diz no capitulo 1:21: ” Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma.”
Deixe Jeová te colocar as mãos e então verá que sua vida ainda tem coisas que devem ser retiradas para que você possa ter comunhão com o oleiro, e assim o próprio oleiro depositará em você a confiança de que realmente você dará um bom vaso!

3º PASSO: O MOLDE DO BARRO

Depois de separar o barro, o tirando do lodo sujo e fedorento, e após o processo do amassamento limpando o barro das coisas ruins, o oleiro começa a moldar o barro. Então o oleiro o coloca na roda e começa a girar a roda, e com as suas mãos ele vai apertando e moldando, apertando e moldando, e o barro vai começando a ter forma.
Este também é um processo dolorido, pois tudo parece girar em nossas vidas, no começo ficamos confusos, tudo gira, e algumas dúvidas começam a surgir, mas ninguém disse que ser crente era fácil!
No Salmo 51:10 o salmista diz: “Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável.” Aprendemos aqui, que o oleiro começa de dentro para fora, e com as suas mãos vai nos dando forma por dentro.
E assim, apertando e apertando o resto de deformidades vai indo embora, e no mesmo momento que molda por dentro ele molda por fora e depois desse doloroso processo o vaso adquire sua forma e aos olhos do oleiro agora o vaso está quase pronto.
As vezes achamos que estamos prontos mas o oleiro nos lembra do último processo.

4º PASSO: A FORNALHA DE FOGO

Chegamos ao último processo, esse processo é fogo. Depois de tudo que vimos acima, agora o oleiro com cuidado prepara a fornalha de fogo, então leva o vaso e o coloca dentro da fornalha que já estava acesa e fecha o forno deixando o vaso lá dentro por cerca de vinte e quatro horas.
Isso é magnífico. Sei que parece ser desnecessário, mas o fogo tira o mau cheiro e o calor da fornalha também fecha o processo de purificação, assim como se faz com o ouro, pois sabemos que quanto mais o ouro fica no fogo maior é o que chamamos de “quilate”.
Em Ezequiel 24:11 a palavra do Senhor diz: “Então, porás a panela vazia sobre as brasas, para que ela aqueça, o seu cobre se torne candente, funda-se a sua imundícia dentro dela, e se consuma a sua ferrugem.”
O fogo pelo qual o vaso passa, não é o da provação, das lutas, das dificuldades. O fogo aqui é o Espírito Santo. Este é o fogo que todo crente tem que ter em sua vida. No capítulo 2 de Atos, quando os crentes recebem o Espírito Santo, Ele é visto como o fogo.
Depois de deixar o vaso pelo tempo certo dentro da fornalha, o oleiro volta e retira o vaso da fornalha, e agora ele vê que o vaso está resistente e já não tem mais aquele mau cheiro, e muito menos possui impurezas. Agora o oleiro olha para sua obra prima e fica contente, pois o vaso passou por todos os processos e venceu e verdadeiramente é um vaso novo. Assim se nasce um vaso.

CONCLUSÃO

Muitos querem ter cargos dentro da igreja, querem ter privilégios na Igreja, querem prosperar no reino, receber grandes e maravilhosas bençãos, mas é importante lembrar que precisamos passar pelo processo do nascimento de um vaso. Se o vaso não passar pelo processo de nascimento nunca estará apto para fazer coisa alguma na casa do oleiro.
Deixe o oleiro te pegar, te tocar, te levar ao fogo e verás como é maravilhosa a vida de um vaso que servirá para honra.
Quero lembrar a todos as palavras de Paulo em II Timóteo 2:21:  “De sorte que, se alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e idôneo para uso do Senhor e preparado para toda boa obra.”
Sermão pregado pelo Pr Josias Moura na igreja do Betel em João Pessoa/PB

compartilhe esta mensagem:

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Pinterest
Print
Email
CURSOS EAD
Faça um curso Ead 
Gratuito
com certificação

Cursos a distância gratuitos

Cursos Ead parceria 
Setebras

Curso Ead: Introdução ao Marketing digital

Curso Ead gratuito parceria com o Setebras.

Curso Ead: Introdução ao Marketing digital

Mais informações aqui

Curso Ead: Gestão de Projetos

Curso Ead gratuito parceria com o Setebras.

Curso Ead: Gestão de Projetos

Mais informações aqui

Curso Ead: Inovação e Criatividade

Curso Ead gratuito parceria com o Setebras.

Curso Ead: Inovação e criatividade

Mais informações aqui
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
POSTAGENS ANTERIORES

Faça um curso teológico Gratuito

QUER FAZER UM CURSO DE TEOLOGIA GRATUITAMENTE?

Faça um curso de teologia com acesso gratuito a todo o conteúdo em nosso ambiente de educação a distância. 

 

CLIQUE AQUI PARA MAIS INFORMAÇÕES


 

Veja também o nosso vídeo divulgativo:

Assine este site.

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 7.182 outros assinantes