Pastor Josias Moura

Estudos Bíblicos, sermões, cursos ead, Teologia, Bibliotecas digitais, apostilas

17.05.2015. Estudo EBD: I tessalonicenses 1:1-10 Quem eram os cristãos de tessalonica?

clique aqui para ver versão para impressão

I tessalonicenses 1:1-10

Quem eram os cristãos de tessalonica?

É maravilhoso quando um pastor pensa em sua igreja e diz: “Damos, sempre, graças a Deus por todos vós!”. Paulo amava a igreja tessalônicense; ele tinha aquelas pessoas no coração e preocupava-se com o bem-estar delas.

Nesse capítulo, ele conta o tipo de igreja que deixou naquela cidade perversa. Devería­mos examinar nossa vida e pergun­tar-nos: “Tenho ajudado a fazer com que minha igreja seja um modelo no Senhor?”, ao ver as qualidades da igreja de Tessalônica.

Eram pessoas eleitas (1:1-5)

A palavra grega para igreja é ekklesia, que significa “assembléia convoca­da“. A igreja é um organismo espiri­tual, uma organização composta de pessoas que Deus chamou “das tre­vas para a sua maravilhosa luz” (1 Pe 2:9), não um clube social. Devemos esse chamado total mente à graça do Senhor (Ef 1:3ss). Espiritualmente, não somos do mundo, embora es­tejamos fisicamente nele (Jo 15:19). Esses crentes viviam em Tessalônica, mas habitavam em Cristo. Em 2 Tessalonicenses 2:13-14, Paulo explica o milagre desse chamado. Deus enviou Paulo e Silas a Tessalônica com sua Palavra. As pessoas ouviram a Palavra, creram e foram salvas. Elas descobri­ram que foram escolhidas por Deus, em Cristo, por meio da graça depois que o receberam como Salvador e Se­nhor. Leia também 1 Pedro 1:1-4.

Deste lado do céu, jamais será totalmente explicado o mistério da eleição de Deus e da decisão dos homens. Apenas tenha em mente que a Bíblia ensina os dois mistérios. Um homem perguntou a Spurgeon: “Como você concilia essas duas ver­dades?”. O pregador respondeu: “Eu nunca tento conciliar amigos”. Essas duas verdades gêmeas da eleição e da decisão complementam-se, não se contradizem. No que diz respeito a Deus Pai, somos salvos no momen­to em que ele nos escolheu em Cris­to antes da fundação do mundo (Ef 1:4); no que se refere ao Espírito, so­mos salvos quando respondemos ao chamado dele e recebemos Cristo, e para o Filho fomos salvos quando ele morreu por nós na cruz.

Como Paulo sabia que essas pessoas estavam salvas? Porque a vida delas evidenciava isso:

A obra de fé.A fé aparece nas obras quando as pessoas crêem honestamente em Cristo. A fé que não leva às obras não é a fé salvadora, embora não sejamos salvos pelas obras. A ver­dadeira fé cristã muda a vida. Veja Tiago 2:14-16.

A lida de amor. As pessoas não-salvas vivem para si mesmas (Ef 2:1-2), mas o verdadeiro crente está disposto a trabalhar arduamente por amor. Ele tem um novo motivo para viver, ama a Cris­to e aos outros. Veja Hebreus 10:24- 25 e também Romanos 8:35-39.

A firmeza de esperança.O perdido não tem esperança. O crente aguenta as provações da vida porque sabe que Cristo virá de novo. O crente sabe que o Salvador o libertará, por isso não desiste nos momentos de provação (1 Pe 1:1 -9; 4:12-16).

Menciona-se que os versícu­los 9-10 igualam essas três evi­dências da salvação: a obra de fé (converteram-se dos ídolos para Deus); o serviço de amor (servem o Deus vivo); a firmeza de esperan­ça (aguardam o retorno de Cristo). A fé, a esperança e o amor evi­denciam a verdadeira salvação (Cl 1:4-5; Rm 5:1-4).

Eram pessoas exemplares (1:6-7).

E maravilhoso quando os “ouvintes” tornam-se “seguidores”! Essas pes­soas ouviram a Palavra, receberam-na, creram nela e sofreram por cau­sa disso. A Palavra concede fé (Rm 10:17) e traz alegria (At 8:8,39; Jr 15:16).

Esses novos cristãos creram, seguiram Paulo, associaram-se em uma congregação local e tornaram- se um modelo para todos à sua vol­ta. Na época do Novo Testamento, esperava-se que o cristão fosse uma parte vital da congregação local, por isso os cristãos tessalonicenses não eram apenas seguidores de Pau­lo, mas também das igrejas (2:14). O testemunho deles alcançou toda a região e ajudou a levar outros a Cristo.

Eram pessoas entusiásticas (1:8)

Essas pessoas foram salvas havia poucos meses. Elas eram entusiásti­cas em seu testemunho por Cristo, apesar de não terem tido a instru­ção que a maioria dos santos de hoje têm. Elas testemunhavam por seu andar (“modelo”; v. 7) e pela palavra (v. 8). O verbo “repercu­tir” transmite a idéia do ressoar de uma trombeta. Esses santos soavam o evangelho alta e claramente para todos os amigos perdidos enquanto esperavam o ressoar da trombeta que os chamaria
para casa (4:16).

Muitas vezes, somos como os fari­seus e soamos nossa própria trom­beta, em vez de soar a de Cristo e a do evangelho (Mt 6:1-4).

Eram pessoas expectantes (1:9-10)

Nessa epístola, o tema básico é a se­gunda vinda de Cristo. Cada capítulo relaciona o retorno dele a uma ver­dade cristã básica (veja a sugestão de esboço). Nesse capítulo, vemos que a vinda de Cristo é a bênção de es­perança do salvo. O salvo serve ao Deus vivo e regozija-se na esperança viva do retorno de Cristo, ao mesmo tempo que o perdido adora e serve a seus ídolos às cegas.

Como se espera que o cristão aguarde o retorno de Cristo? Man­tendo-se ocupado até o retorno dele (veja Mt 24:44-51). Em 5:1 -11, Pau­lo adverte os santos de que estejam despertos e atentos e que não dur­mam nem bebam como as pessoas do mundo. A bênção de esperança do retorno de Cristo deve ser uma dinâmica de nossa vida, não apenas uma doutrina de nosso credo.

Como sabemos que Cristo re­tornará? Deus provou que Cristo é seu Filho ao ressuscitá-lo. Leia com atenção Atos 17:22-34 a fim de compreender o argumento de Pau­lo. Cristo não poderia retornar se estivesse morto, e se seu corpo es­tivesse em decomposição em uma sepultura judaica. Não podemos separar a esperança viva do Cristo vivo (1 Pe 1:1-5).

Paulo instruiu os tessalonicen­ses em relação ao retorno de Cristo e ao tempo de tribulação que Deus prometeu para o mundo que rejeitou seu Filho. Todavia, Paulo é cuidado­so em salientar que a igreja não pas­sará por esse período de tribulação. No versículo 10, o verbo “livra” está no presente do indicativo — “que nos livra”; ou poderia ser reformula­do como um título — “Jesus, o Livra- dor”.

A igreja não passará pela tribu­lação. Leia 1:10 e 5:1-9 e também 2 Tessalonicenses 1—2. O próximo evento no calendário de Deus é a vinda de Cristo, nos ares, momento em que a igreja é arrebatada a fim de ir ao encontro dele. A seguir, haverá sete anos de tribulação sobre a ter­ra. Cristo e a igreja retornarão à terra para derrotar Satanás e suas hostes e anunciar os mil anos de reinado de Cristo (veja Ap 19:11—20:5) quando o cálice da iniquidade terrena atingir a plenitude.

Na próxima semana prosseguiremos com nosso estudo. Abraços a todos.

 

Pr Josias Moura de Menezes

É formado em Teologia,  Análise e desenvolvimento de Sistemas e Licenciatura em Matemática. Especializado  em Tecnologias de aprendizagem a distância,  produção de conteúdos digitais para a Internet e Mestre em Teologia.

 >>  MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O AUTOR

compartilhe esta mensagem:

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Pinterest
Print
Email

Postagens relacionadas

CURSOS EAD
Faça um curso Ead 
Gratuito
com certificação

Cursos a distância gratuitos

Cursos Ead parceria 
Setebras

Curso Ead: Introdução ao Marketing digital

Curso Ead gratuito parceria com o Setebras.

Curso Ead: Introdução ao Marketing digital

Mais informações aqui

Curso Ead: Gestão de Projetos

Curso Ead gratuito parceria com o Setebras.

Curso Ead: Gestão de Projetos

Mais informações aqui

Curso Ead: Inovação e Criatividade

Curso Ead gratuito parceria com o Setebras.

Curso Ead: Inovação e criatividade

Mais informações aqui
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
POSTAGENS ANTERIORES

Faça um curso teológico Gratuito

QUER FAZER UM CURSO DE TEOLOGIA GRATUITAMENTE?

Faça um curso de teologia com acesso gratuito a todo o conteúdo em nosso ambiente de educação a distância. 

 

CLIQUE AQUI PARA MAIS INFORMAÇÕES


 

Veja também o nosso vídeo divulgativo:

Assine este site.

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.987 outros assinantes

Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: